WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Geral

Maioria dos brasileiros é contrária ao voto obrigatório, aponta pesquisa

BAHIA NOTÍCIAS

A contrariedade em relação a obrigatoriedade do voto é partilhada pela maioria dos brasileiros. De acordo com levantamento do Instituto Datafolha, 56% discordam do comparecimento obrigatório às urnas. Outros 41% se dizer favoráveis ao dever. Do total de entrevistados, 1% não soube responder e outro 1% se disse indiferente a respeito. A pesquisa foi publicada neste domingo (27).

Conforme publicado pela Folha, a margem de erro na pesquisa, feita entre os dias 8 e 10 de dezembro, é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Foram ouvidos 2.016 brasileiros adultos que possuem telefone celular de todas as regiões brasileiras.

A taxa de rejeição à obrigatoriedade do voto é inferior ao pico registrado na pesquisa anterior do instituto, de 2015, quando atingiu 66%. Em levantamentos feitos ao longo de 2014, ano eleitoral, os eleitores contrários também eram maioria.

Já em maio de 2010, os blocos contrários e favoráveis ao voto obrigatório estavam empatados, com 48% cada.

No histórico do Datafolha, o bloco favorável ao voto impositivo liderou a pesquisa em uma ocasião, em dezembro de 2008, na qual somou 53% dos entrevistados ante 43% do bloco contrário.

Recuando ainda mais no histórico de pesquisas, os opositores do voto obrigatório eram maioria em levantamento feito em agosto de 2006 (50% a 45% dos favoráveis) e em duas aferições produzidas nos anos 1990.

Em agosto de 1994, os contrários à obrigatoriedade eram 53% (ante 42% dos favoráveis).
Neste ano, a pesquisa foi feita por telefone para evitar a infecção por Covid-19. Esse tipo de entrevista exige questionários mais rápidos, sem a utilização de estímulos visuais.

2 Comentários

  1. Extra, Extra:
    * Bitcoin está à: R$: 150.562,95.
    * Economia Digital: Bancos fecham agências, demitem funcionários e Itaú, Santander, Bradesco, BB e BTG juntos valem menos que o Bitcoin.

    Já estou vendo playboys que namoram as belas da cidade pedindo esmolas aos nerds, hein…
    Já estou vendo belas moças que trabalham em bancos indo trabalhar pros nerds, hein…
    Têm um conselho que eu até daria pra os nerds, sabe, que eles fundassem uma sociedade somente entre eles, até porque eles não precisam mais entrar nessas sociedades michurucas de duas dúzias de gatos pingados não, né. No máximo, só se forem convidados a integrar a mais top do país, onde os donos dos porcos fazem parte. A que o pessoal têm casa em Alphaville, SP, pra se encontrarem todo ano lá. Só se for essa aí…

    Três grupos de pessoas se destacarão: nerds bem sucedidos no mercado digital de moedas, políticos e empresários magnatas.
    Só uma visão pra compartilhar akie: sabia que o poder é pra quem têm disposição? Como assim?
    A pessoa estuda anos e anos, se torna PHD, em área tal, advogado, juiz, desembargador, outras de direito. Enfim, vai agir mediante a lei pra julgar, desempenhar.
    E quem é que faz as leis, hum? Políticos lá no Congresso. Só vou focar nas leis federais.
    Enfim, e qual a qualificação que a pessoa precisa pra ser politico, hum? Justamente a classe que FAZ as leis, hum? Nenhuma…
    Então o poder é pra quem têm disposição rsrsrsrsrs…
    Às vezes vemos fulano é PHD nisso, naquilo, formado assim, área assim, estudou, estudou…agora está bem na vida…Cara, ele é um burrico… isso mesmo, que glamour têm depender do sistema, trabalhar pros outros…Quer dizer até a 4° Revolução Industrial passar a língua no empreguinho dele né…
    Os nerds não dependerão do sistema, ou melhor estarão acima do sistema…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar