WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
CulturaItororó

FUTEBOL FEMININO É A BOLA DA VEZ

POR MIRO MARQUES

 

 

 

 

LONDRINA DE FUTEBOL FEMININO DE ITORORÓ-1994

Em pé: Gerlândia, Jusse, Cida, Érica, Lin e Gute

Agachadas: Elisângela, Pêu, Néia, Cristiane e Lucineide

 

Como observador dos fatos que ocorrem nas diversas áreas em Itororó, na região e outros lugares estou a observar que a Copa do Mundo de Futebol Feminino, ha pouco disputada na França, chegou ser, em determinados momentos, mais emocionante que a Copa América de Futebol Masculino disputada no Brasil. Espera um pouco que  eu já explico o porquê desta assertiva.

É que além das mulheres assimilarem e muito bem o esporte outrora praticado apenas por machos, ainda nos presentearam com um banho de beleza física, pernonas descobertas e extremamente bem cuidadas, “comissão de frente e de trás” bem torneadas como se fossem retiradas da forma naquele instante, lábios bem corados e carnudos, dando um banho de atração ao alcance das nossas vistas. Tudo isso, somado ao conjunto da obra, fez um bem danado para os olhos dos torcedores, em espacial os da melhor idade..

Neste particular eu relembro, com saudade, as velhas tardes de domingo dos anos 80 e 90 quando a professora Dalva Mota, de Saudosa memória, colocava em campo como preliminar dos jogos oficiais, no velho Estádio Odilon Pompílio, dois belos times femininos com uma dose certa de colírio para nossos olhos.

O futebol feminino de Itororó deve muito a essa ilustre cidadã itororoense que pelo menos por duas décadas deu evasão ao seu leque de criatividades e versatilidades sócio culturais, organizou com recursos próprios, duas equipes de futebol feminino: Vasco e Flamengo que abrilhantaram as datas festivas da cidade, nas preliminares dos jogos da seleção de futebol masculino de Itororó e também jogando entre si ou representando Itororó em outras cidades da vizinhança com o seu futebol show.

Por iniciativa desta grande esportista Itororó revelou grandes estrelas do futebol feminino como a zagueira Figueroa de Bandeira do Colônia, a volante Sandra Alves, a goleira Gute e muitas outras que brilharam nos campos de futebol de Itororó e da região, exibindo a força do futebol feminino como esporte das multidões e até pela beleza plástica que apresentava em cena durante o andamento das partidas.

Dalva Mota de Oliveira foi, também, apresentadora de palco ao lado do amigo Miro Marques e revelou muitos calouros, inclusive Judson de Moraes, Cassileide Bonfim e Netinho do Forró.

Dalva Mota de Oliveira foi educadora no Centro Educacional de Itororó, por muito tempo, depois se transferiu para salvador para dar maior projeção artística a filha Briza Oliveira que iniciaria a carreira de cantora e lá a eclética Titia Dalva, fez curso de teatro e atuou nos proscênios da capital e do Recôncavo Baiano como atriz de destaque.

Salientamos mais uma vez que o futebol feminino de Itororó teve inicio nos anos 80 com a professora Dalva Mota de Oliveira e teve a participação de 4 equipes. Três de Itororó e uma de Bandeira do Colônia. Das três equipes de Itororó, duas foram fundadas e mantidas pela professora Dalva Mota e a outra foi o Londrina de Futebol Feminino, foto, fundada por José Batista dos Santos,  Zequinha da Metal Moreira que também já se despediu do mundo dos vivos …

Durantes uma boa temporada, todo ano, três equipes de futebol feminino vinham de São Sebastião litoral de São Paulo para jogar em Itororó onde a Liga local desenvolvia, com sucesso, o chamado torneio de inverno para movimentar o esporte feminino que garantia casa superlotada…

Dalva Mota de Oliveira nasceu em 30 de dezembro de 1943 e faleceu a 16 de setembro de 2004, seu corpo foi sepultado na cidade do Salvador…

Na Década de 60, bem antes do futebol feminino, surgiu novas modalidades esportivas em Itororó, envolvendo também o sexo feminino e logo mexeu com a emoção das senhoras damas da sociedade como Laurides Almeida Brito, Marina Lago da Silva, Edinalva Aprígio de Oliveira, Dra. Vanildes Soares de Alcântara, Maria de Lourdes Tavares da Silva e outras que participaram dos movimentos Escotismo e Bandeirantismo. .

Recentemente surgiu como esporte voltado também para o sexo feminino em Itororó, Voleibol, Tênis de Mesa, Capoeira e Jiu-jitsu e ai despertou as jovens Marimar Alejo Gusmão Campos, campeã em várias regiões do Brasil e Raquel Viana Guimarães, pioneira nas ultimas modalidades esportivas em Itororó e região.

A guisa de sugestão e apoio ao esporte feminino de Itororó, nutro as minhas expectativas de poder ver uma seleção de futebol feminino de Itororó disputando o campeonato da cidade e até da região com suas belas atletas a exibirem talento e beleza no mundo esportivo como antigamente.

Para tanto, até me arrisco sugerir três extrovertidos nomes que poderiam assumir esta pasta dentro da Liga Amadorística de Desportos de Itororó e promoverem esse avanço esportivo: A psicóloga. Lucene Ramos Santos e as professoras Maria de Fátima Pereira Lopes Gonçalves e Cida Lopes..,.

                 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar