WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Itororó

PREFEITO ADAUTO TORRA O DINHEIRO DO FUNDEF EM CONTRATOS QUE MERECEM O REPÚDIO DA SOCIEDADE

Por Milton Marinho

 

Depois de ter abortado a operação de facilitar a licitação das reformas dos prédios Julieta Pontes e Oscar Brasil pelos absurdos mais de 3 milhões de reais para o contratado engenheiro e funcionário da prefeitura desde o início de sua administração, o prefeito Adauto insiste em melhorar, onerando os cofres públicos em mais de 100% em contratos com o então demitido engenheiro, o senhor Alisson Ribeiro.

A vereadora Andréa, persona carimbada do conluio e da panela governamental, na penúltima sessão da casa legislativa, teve o desplante de dizer que o engenheiro não era funcionário da prefeitura, sendo que o mesmo até ser demitido para participar da manobra de Adauto para abocanhar a licitação, recebia dos cofres públicos a “merreca” de cinco mil e quinhentos reais por mês.

O ilustre vereador Dilson Bracin, ao invés de perguntar ao engenheiro Alisson, no dia seguinte à publicação da matéria qual fora motivo de sua demissão, – sem ler a matéria e sem investigar os fatos- passou a a mão pela cabeça do engenheiro, perguntando ao “inocente” cidadão se ele ia participar da licitação. O mesmo, do “inquisitorial” questionamento, não hesitou em responder o que o vereador queria ouvir: um singelo não como resposta. Resposta suficiente para que a balada sórdida de Adauto em fazer miséria com o dinheiro dos precatórios do Fundef, -tipo essa licitação de mais de 3 milhões para as reformas dos prédios- continuasse no controle da situação sem a fiscalização essencial, de modo que pudessem eles, chamarem o prefeito e a secretária de educação nos eixos.

Dessa vez, a panaceia da improbidade e da imoralidade com o dinheiro do povo, continua como se ninguém tivesse de olho nos desmandos dessa administração.

Eis que novos fatos sobre a situação que envolve o engenheiro estão vindo à tona e mostram que o compassivo cidadão, agora tem ganhos salariais maiores que o do vice-prefeito da cidade e três vezes mais que qualquer secretário de governo.

Veja bem senhores e senhoras: O engenheiro tinha um contrato como pessoa física que ganhava R$ 5,5 mil por mês. Foi publicado um distrato no dia 15 de maio, com data retroativa ao dia 30 de abril.

No dia 08 de maio, a Prefeitura publicou um contrato como pessoa jurídica com o Engenheiro Alisson Pinto, através da ARP Engenharia no valor global de R$ 31.725. A ser pago com o dinheiro da Educação. Esse contrato foi assinado no dia 26 de abril de 2019, quando ele ainda era contratado como pessoa física. Portanto, esse contrato é para elaboração de projetos para construção da secretaria de educação, da creche de Itati e da reforma das escolas Julieta e Oscar Brasil.

No dia 15 de maio de 2019, a Prefeitura publicou outro contrato com a ARP Engenharia, do senhor Alisson Pinto no Valor R$ 52 mil, para fiscalizar obras. Esse contrato foi publicado com data do dia 02 de maio, que será pago com valores da prefeitura com o objetivo de fiscalizar e monitorar obras do município de Itororó.

Então, Alisson Pinto deixou de ganhar R$ 5.500 por mês, dos dois contratos até o dia 31 de dezembro de 2019, e passou a ter ganhos de R$ 11.960,00. Mais que o vice-prefeito que ganha 7 mil reais, de modo que os valores chegam a quase 3 vezes mais que os secretários do Governo da Cidadania de Cláudia Pinheiro e Adauto Almeida ganham: isto é, 4 mil reais cada um.

A pancada no lombo do povo vem agora: o engenheiro Alisson Pinto foi contrato para executar um serviço para secretaria de Educação e contratado pela prefeitura para fiscalizar esse mesmo serviço.

Evidente que o engenheiro só tem culpa por estar envolvido nessa trama maledicente urdida por Adauto, pela proposta de Adauto em em chamá-lo para o jogo que lhe interessa. Afinal de contas nós não votamos no engenheiro; votamos em Adauto, e é no prefeito que reside toda a culpa.

E isso, jamais poderia estar acontecendo num governo que fora eleito para erradicar as mazelas do passado. Mas, pelo andar da carruagem, a gente vai ver muita coisa ainda acontecer na gestão de Adauto.

 

2 Comentários

  1. Meu querido blogueiro, isso é pouco tendo em vista as licitações de MATERIAL DE CONSTRUÇÃO, PEÇAS PARA MANUTENÇÃO DA “FROTA” “SUCATEADA” E COMPUTADORES, FREEZERS, GELADEIRAS E só um observacao: se já licitou as reformas porque comprar tanto material de construção no meio do ano?

  2. Pelo conteúdo da matéria, vemos com clareza tremenda ilicitude; aliás, agir ilicitamente parece ser a marca desse arremedo de prefeito, desde o momento da posse do dito fraucatruento bombador, engana trouxa, são inúmeras as fraudes praticadas pelo mesmo.
    Aqui está configurada, uma vez provada, para a Câmara de vereadores impetrarem uma ação de cassação por improbidade administrativa. Com o devido apoio do MP. Mãos a obra senhores edis, para coibirem as ilicitudes do gestor é que foram eleitos. Nada de panos quentes, nem mornos..Tem alguém com culhões roxos para iniciar essa empreitada, nessa Câmara? Lançada está o desafio.!!!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar