WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Cultura

ALDA NANCI SANTOS PINHEIRO

POR MIRO MARQUES

 UMA LITERATA NA EXPRESSÃO DA PALAVRA

 

Texto extraído da contra capa do livro “Poetizando”, com pertinentes introduções biográficas de Miro Marques.

A poetisa e escritora Alda Nanci Santos Pinheiro é natural da cidade de Firmino Alves – Bahia, mas veio morar em Itororó ainda menina com apenas 11 anos de idade. É filha de Radamanto Pinheiro e Eliane Santos Pinheiro, nascida a 26 de junho de 1956 ela iniciou seus estudos no Centro Educacional Monteiro Lobato de sua cidade natal, concluindo o segundo grau no centro Educacional de Itororó, onde se diplomou em Magistério. Cursou Filosofia na UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz, sul da Bahia.

Dando evasão a sua vocação literária no campo poético, a notável poetisa escreve seu primeiro livro intitulado “Poetizando” que recebeu os mais efusivos comentários da critica regional.

A editora responsável pelo lançamento da obra “Poetizando”, de autoria de Alda Nanci, descreve em contra capa o que se segue: “Poetizando” é um livro que mostra o surgimento de uma poetisa jovem e já preocupada com o momento atual das letras na Bahia, sobretudo, quando ela mesma diz escrever sem compromissos acadêmicos, o que vem desta forma facilitar a estilização informal da poesia.

A edição “Poetizando”, em poemas e versos livres – como anteriormente concluímos – acentua Alda Nanci, em sua fase primeira, seu primeiro trabalho, naturalmente com coragem própria de gente moça, publicando, impondo conteúdo jovem, de idéias e mensagens.

Tecnicamente, é uma autora nova e os próprios percalços da carreira literária irão afirmar a expressão e estilo poéticos dessa jovem de Itororó, vez que esta sua primeira produção no campo da poesia é grande passo.

Podemos concluir, por tanto, que se trata de uma jovem esforçada e realmente preocupada em crescer, podendo inclusive expandir seu conhecimento literário – mesmo em transição.

Para a laureada escritora membro – Secretária de Cultura – da Associação de Professores de Vitória da Conquista, Iara Damiana Campos Alves, a jovem Alda Nanci Santos Pinheiro com seus poemas revela a sua intensidade poética, que com a chuva e o sol florescerá sensivelmente como o seu poema “Plantinha” e não a veremos morrer.

Em Itapuy a Terra Sonhada, DVD histórico sobre Itororó, de autoria do historiador Miro Marques, a nobre poetisa, por meio da tecnologia moderna, aparece em noite de autógrafos onde mais de 20 escritores de Itororó, com estilo, fazem belos lançamentos literários em alta socyete…

              

Um Comentário

  1. Nossa Cecilia Meireles/Florbela Espanca,/Hilda Hilst, menina fugidia, linda, bela, simples, talentosa, de sorriso fácil, encantadora, sempre a nos seduzir; tal qual andorinha, ela ainda tem força de enfeitar o crepúsculo da nossa existência. Aldinha, sempre simpática , merece toda nossa homenagem, Parabens, Miro! Essa menina é como midas, tudo que toca, vira ouro. Justa e sincera homenagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar