WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Geral

DENÚNCIA DE INTERESSE PÚBLICO SEGUNDO DOUTOR LOPES

DOUTOR LOPES

EU, LOPES, ADV. FIZ REPRESENTAÇÃO AO MP SOBRE SEIS ÓBITOS, CAUSADOS PELO MÉDICO DR. ADAUTO.

Eu, Lopes, advogado, inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, secção Bahia, sob o nº 44.097. Venho pela presente, perante o ilustre representante do Ministério Público, FAZER REPRESENTAÇÃO CRIMINAL, com base nos artigos 121 e 18 do Código Penal Brasileiro, vários óbitos,  em face de  Adauto Oliveira de Almeida, brasileiro, casado, médico, portador da cédula de identidade RG nº 0105836532, SSP/BA, CPF/MF desconhecido, CRM nº 6881, residente e domiciliado na Rua Rui Barbosa nº 792, centro de Itororó, Bahia.

Considerando que ninguém está acima da lei, que o interesse da comunidade, mais carente, deve estar acima do individual, cumpro meu dever de cidadão e cristão, Representando ao Ministério Público:

Doutor Adauto Oliveira de Almeida, sobre várias óbitos causados por ele, como médico cardiologista, que nunca fez Residência Médica.

Este representante em contato com as pessoas pela cidade, fiquei sabendo de seis pessoas que morreram, agora Apresentadas ao Ministério Público para que, com a urgência que o caso requer mande instaurar inquérito para as investigações e penalidades cabíveis.

Dia 28 de junho de 2018, fiz denuncia dessas mortes ao Cremeb/Salvador, solicitando fiscal para irmos conversar com os familiares das vitimas fatais, e só em fevereiro de 2019, responderam que a sindicância deles é interna. Mandaram arquivar, por não verem indícios de infração, (vejam que barbaridade, mesmo eu falando de várias mortes, pessoas que foram a óbitos quando se “tratavam” com o cardiologista, que agora está confirmado, pelo Cremeb, nunca fez Residência Médica, e solicitando fiscais ao Cremeb, para conversar com os familiares das vitimas fatais, o CRM fez pouco caso, mandaram arquivar; 06 dos 10 Conselheiros votantes foram a favor do arquivamento, 04 Conselheiros foram votos vencidos).  

Foram seis pessoas levadas a óbitos, que chegaram a minhas mãos, mortes causadas pelo ora representado, sempre na condição de médico cardiologista, que agora está confirmado, pelo CRM, nunca fez Residência Médica.  Se tivesse feito Residência Médica, também não poderia fazer o que fez, dando causa a vários óbitos de seres humanos.  

Essas mortes não podem ficar sem punição, só porque eram pessoas pobres e vulneráveis.

Os crimes não desaparecem se os ignorarmos.

Vidas ceifadas. Vidas necessárias e importantes à família, à sociedade e a Deus, seres humanos que pereceram nas mãos de um carrasco desumano.

A população espera imediata atuação do Ministério Público, investigando com rigor e aplicando as penalidades pertinentes; já que o Cremeb não veio, como solicitado, em junho de 2018, para visitarmos os parentes das vitimas fatais, do denunciado; evitando assim, que ele continue Causando mais mortes, como fez até agora.

Deus mandou o médico á terra para dilatar ao máximo a vida, e o momento da morte do paciente, e não para encurtar a vida, causando a morte de pacientes vulneráveis.

Tenho testemunhas e gravações de conversas com pessoas que conhecem os fatos, além de familiares dos que foram a óbito, para apresentar em momento oportuno, se necessário for.

Dr. Adauto se colocou na posição de semi deus, por estar numa região do Nordeste, muito atrasada, com pessoas pobres, humildes e muito confiantes, acreditava-se acima da lei e da justiça, talvez pensando que, se alguém descobrisse os crimes/óbitos, que ele causou, quem dentre esses pobres coitados teria a coragem e a loucura, bem como o conhecimento técnico suficiente para levá-lo as barras da justiça para fazê-lo responder por todos esses crimes?

Dr. Morte, não contava com um advogado filho da terra, que não tem medo de morrer em defesa da verdade, se necessário for, em casos graves como esses, praticados contra nosso povo mais carente, com os conhecimentos técnicos necessários, que lhe falasse: Eu abracei as causas de nosso povo pobre e confiante, que tem até medo de gente poderosa, e de instinto cruel, como você Dr. Adauto,, que se prevaleceu da posição de ocupante do mais alto degrau da escala social, como médico, de nosso pequeno município, para deixar marcas profundas, muito sofrimento, dores na alma e no coração de várias famílias, que tiveram seus entes queridos com vidas ceifadas; ocorreram agressões a personalidade de seres humanos, (várias), tais como a honra, a dignidade da pessoa humana, a liberdade individual, a vida privada, pessoas foram arrancadas do convívio da sociedade, dos amigos e da família, e todos esses graves crimes exigem as devidas penalidades, e reparações, é verdade que nada que se faça trará de volta a vida das pessoas, que inescrupulosa e criminalmente foram ceifadas, por um médico sem escrúpulos e sem sentimentos humanos em relação aos mais pobres, como médico cardiologista, que nunca fez Residência Médica. Se tivesse feito Residência Médica, também não poderia fazer o que fez, dando causa a vários óbitos.

Mesmo não trazendo de volta o bem maior, o bem imaterial, a vida das vitimas fatais, quando é rompido o equilíbrio necessário existente no convívio social, no caso, vários óbitos/mortes, a coletividade mais carente, se sente mais protegida, pelas autoridades que tem o dever Constitucional de lhe proteger, quando é levado casos como esses, e outros tantos pelo Brasil a fora, as barras da justiça para que o representado, responda por seus vários crimes, seus homicídios.  

A coletividade de Itororó e o país inteiro tomarão conhecimento de todas essas mortes, causadas contra nosso povo pobre e de boa fé,  pelo médico cardiologista, que nunca fez Residência Médica, este representante não ficará inerte, em face do descaso com que é tratada nossa população mais carente, cabendo ao fiscal da lei defender nossa comunidade, como reza a Constituição Federal.

Por todo o exposto, requer dessa Promotoria, seja o médico cardiologista acima citado, INVESTIGADO PELOS ÓBITOS CAUSADOS, a nosso povo pobre e vulnerável, aplicando-se as penalidades cabíveis, como rezam os artigos 121 e 18 do Código Penal Brasileiro.

Acreditamos no pronto atendimento por parte do ilustre representante do Ministério público, fiscal da lei e defensor da sociedade, por ser um pleito de extrema gravidade, por se tratar de vidas humanas que foram ceifadas por um médico cardiologista, que nunca fez Residência Médica; e que continuará, uma vez que o Cremeb, mesmo convidado a vir averiguar os danosos fatos que estão ocorrendo com a população mais carente de Itororó, não se prontificou a vir conferir e dar um basta nesse descaso com a vida humana, por um membro de sua classe médica, por aquio que denota por óbvio, que ele continuará a causar óbitos, até o fim de sua vida se não for dado um basta por esse fiscal da lei.                                                        

                                                            

Florisvaldo Lopes Gonçalves.

-RESUMO DO CREMEB, SOBRE ELE NÃO TER FEITO RESIDÊNCIA MÉDICA, QUE RECEBI POR TER SIDO O DENUNCIANTE:.

Da Manifestação do Denunciado: Através de seu advogado, Dr. Adauto, se manifestou em 20-08-2018, com as seguintes ponderações:

“Após a conclusão da graduação, o denunciado, Dr. Adauto, estagiou no setor de cardiologia do Hospital Universitário professor Edgard Santos, vinculado à Universidade federal da Bahia, de maneira que entre janeiro de 1.982 e janeiro de 1.984, completou tal formação com Frequência integral e Aproveitamento Superior, totalizando 1.920 horas de carga horária”.

No ano seguinte, mais precisamente em maio de 1.985, o Denunciado se filiou à Sociedade Brasileiira de Cardiologia, com o nº 2724, sendo sócio efetivo, de tal entidade até a presente data.

Desde o final dos anos de 1.980, o Denunciado participa, quase que anualmente, de congressos de Cardiologia, de forma que sempre buscou o aprimoramento profisional e acadêmico ao longo de toda a carreira como médico.

Além disso, inexiste, no Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia, qualquer registro que desabone a sua conduta ético-profissional, fato este facilmente corroborado por pacientes e colegas de trabalho nestes mais de trinta anos como profissional da medicina.

No tange ao RQE do denunciado, este fora obtido com base na Resolução do CFM nº 1.960/2010, que permitiu a obtenção do Registro de Qualificação de Especialidade Médica, em virtude de documentos e condições anteriores a 15 de abril de 1.989, uma vez que o curso de estágio em cardiologia realizado pelo Denunciado ocorreu entre os anos de 1.982 e 1.984. Estágio não é Residência Médica.

Neste ponto, Douto julgador, destaca-se que toda documentação pertinente fora apresentada perante o CREMEB quando da solicitação de denunciado para a criação do seu Registro da Qualificação de Especialista, o que originou o RQE nº 15.043”.

Dr. Lopes, faz o Contraponto ás ponderações do Denunciado, só pelo prazer de argumentar:

1º) – Estágio, (entre janeiro de 1.982 e janeiro de 1.984), nunca serviu de base para que médico atuasse em um órgão tão complexo do corpo humano, como é o coração, se dizendo Cardiologista. Além disso devemos atentar para o fato, que  a Resolução nº 1.960/2010, só foi criada, como uma graça, um beneplácito, em 2010, e antes de 2010, ou seja, de 1.984 até 2009? Temos ai nesses 25 anos, Dr. Adauto, atuando sem nenhum beneplácito, do CFM, com a Resolução nº 1.960/2010, e sem a Residência Médica.

Já que a Residência Médica ele nunca fez, por isso ele nunca se inscreveu no Cremeb, até a denúncia no blogue Itororó no ar, por mim, em agosto de 2017, quando, em outubro de 2017, ele conseguiu, com base no, aqui exposto, vindo do Cremeb, e que eu estou refutando, só para argumentar. Já que tenho coisas muito mais graves, (mortes), para serem investigadas em mãos do MP, e que deverei acompanhar, como advogado dos parentes das vitimas.              

2º)– Ser sócio da SBC, Sociedade Brasileira de Cardiologia, nada representa, nesse contexto, pois é do conhecimento de todos, que, quem normatiza a vida dos médicos no Brasil é o CFM e nos estados o Cremeb.

3º)– Participar de congressos, assim, como fazer estágios, nada mais são que acessórios, do principal, que é a Residência Médica, que ele nunca fez.

)- Inexiste, no CRM, algo que desabone o Denunciado!!! Evidente, quem nesse rincão do Nordeste tem coragem de denunciar um médico   prepotente, egoísta e vaidoso como o Denunciado? Porém se o CRM, tivesse enviado fiscais como eu solicitei, em junho de 2018 para visitarmos os familiares das vitimas fatais, eles veriam quem é o Denunciado, e claro que não mandaria arquivar minha denuncia, e constatando a falta de expertise do “cardiologista”, revogando a imerecida e perigosa concessão do Registro de RQE, aliás, contra a vontade de 04 dos conselheiros, dos 10 votantes. Foi 06 a 04.

O Cremeb me deu 30 dias para apelar ao CRM, contra essa decisão que só vai aumentar o risco de nossa população nas mãos desse cardiologista que nunca fez Residência Médica, e que ganhou a graça, o beneplácito,  de continuar colocando em risco o coração e a vida de nossa população mais carente, que nele confiar, com a Resolução nº 1.960 criada em 2010.  

Creio estar colaborando com nossa comunidade, desmascarando o hipócrita denunciado, que levou vários seres humanos a óbitos.   

11 Comentários

  1. É, fiquei surpreso com as denuncias, se procede, cabe ao “parquet” investigar. Dr. Lopes deve ter provas suficientes para fazer essa gravíssima denuncia, vamos acompanhar o desenrolar dos fatos, fiquemos atentos ao” Itororo no ar,” que sem duvida , manifestara na ocasião oportuna

  2. Adauto nao pode ser preso a depender do tempo que ocorreram os fatos, ou Impeachmado, por serem fatos pretéritos, antes de assumir a Prefeitura, porem, causara um estrago na confiança dos seus pacientes. Agora, comemorar arquivamento de conselho de classe,prematuro, desespero, contraproducente, sabemos do forte corporativismo praticado

  3. Não concordo com essas colocações, visto que o Dr Adauto foi médico do qual minha vó estimava como filho. Tinha toda confiança; e no dia que levei a minha vó para fazer um exame de esteira a pedido de Dr Adauto, o médico parabenizou pelo problema que minha vó tinha e pela ótima resposta que “mainha” teve devido a corretíssima medicação que ele passava. Morreu aos 85 anos de forma natural, pois todos nós temos o dia chamado.Que Deus abençoe a todos.

  4. Dr. Lopes, entendo toda a sua indignação e frustração que o senhor tem por não conseguir a pasta da secretaria de meio ambiente e agricultura. Não sou muito bom de escrita ou leitura. Más eu percebo o senhor gastando muita energia com fatos e casos de dores das perdas das pessoas. Por favor ajude nosso município participando das discussões publicas que vem ocorrendo, o senhor é uma pessoa que eu tenho certeza que se participar desses debates irá contribuir muito. Querer ficar queimando a imagem do prefeito com esses fatos e casos só esta causando desgaste na sua imagem. Se falei alguma besteira mim desculpe.

  5. EX ALUNO DA PROFESSORA CIDA.
    Estou fora de Itororó já faz cinco anos, fui aluno da professora Cida, e tou vendo nessa denúncia que é mesmo de interesse público.
    Vejo que minha ex-professora se preocupa mais em defender o médico e prefeito Dr. Adauto que considerar a verdade, e a verdade é uma só, Dr.Lopes fala de óbitos, ocorridos, não de vida, viu professora, a senhora fala que sua mãe foi bem tratada pelo médico, não foi a óbito nas maõs dele, quer dizer que, por sua mãe não morrer nas mãos do médico, outras pessoas podem morrer?
    O que trata a denúncia é de óbitos, causados pelo médico cardiologista, que segundo a decisão do CRM, no final da matéria, nunca fez residência médica; notei também que foi solicitada pelo denunciante a presença de fiscais do cremeb para conversar com familiares das vitimas fatais, e eles preferiram arquivar, está tudo bem claro no fim da matéria, desse blogue, pra quem quiser ver.
    Dr. Lopes fala de provas e gravações que tem sobre os óbitos causados por Dr. Adauto, e deve ter mesmo senão ele não faria uma denúncia dessa gravidade se não pudesse provar, com a esperiência que tem como advogado.
    No fim da matéria fica bem claro que Dr. Adauto tem atuado desde 1984, só com base em estágio, feito entre janeiro de 82 a janeiro de 84, e li bem que a resolução nº 1960 foi criada pelo CFM só em 2010, e foi graças a ela que Dr.Adauto conseguiu seu registro de cardiologista, em 2017, considerando só o estágio feito por dois anos, tá tudo escrito no fim da matéria, e entre 1984 e 2009? São 25 anos, atuando na clandestinidade, pois sem a residência médica e sem a resolução que só foi criada em 2010.
    Não entendo como esse povo de Itororó não consegue ou não quer enxergar o relevante serviço para toda coletividade, que Dr. Lopes está prestando. O homem sozinho tá desmacarando um médico hipócrita e agora acusado-o de ter causado vários óbitos, devidamente documentado, e levando Dr. Adauto para responder na justiça por seus vários crimes contra a vida. Acorda gente, aproveita o momento para apoiar Dr. Lopes.
    Minha ex-professora Cida, cuidado, excesso de egoismo e bajulação mata, sabia? minha ex-professora está dando mal exemplo a seus filhos e a juventude, com esse seu comportamento antiético.

  6. As denuncias sao gravíssimas, com potencial de destruir a reputação de alguém. Se o Dr. Lopes estiver correto, Adauto tera o fim de carreira como profissional ,melancólica e, como ser humano tambem, podera, inclusive, indenizar as familias que “supostamente” foram acometidas por erro medico/imperícia, Vidas humanas nao tem preço, ele, podera responder por crimes, e, ser preso, consequentemanete a depender da pena, perder o mandato, vamos com uma lupa acompanhar o desfecho desse imbróglio

  7. Alguém aí já ouviu falar. “O tiro saiu pela culatra”? esse Dr. “Louco” ele já não tem uma boa imagem, e querendo denegrir a pessoa de cara íntegro como do nosso prefeito Adauto.

  8. Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem.
    Santo Agostinho
    É, Cida, quem muito abaixa, acaba mostrando a bunda.. vc tem uma formação academica que deveria ser mais critica e nao aceitar os fatos, como eles se apresentam, outrossim, esta se indispondo com um membro da própria família, a quem vc tem o dever de lealdade, assim entendo. Calada vc é uma poetisa, fica a dica. No monte Tabor Pedro disse a Jesus:” Que bom que façamos 03 tendas, uma para mim, outra para ti e outra para Elias”. Egocêntrico ao máximo em sua empáfia, Jesus o repreendeu, porque, seu pensamento era humano e INDIVIDUALISTA demais, pensou somente em seu bem-estar e o resto…..explodisse, seu comportamento foi similiar, nem sequer foi solidária com as “supostas vitimas” mencionada pelo seu parente, onde cabe apuração dos fatos. Mais amor e menos bajulação. Vc nao ficara MAIOR diante do Dr. Adauto com seu comportamento, até porque político ojeriza bajuladores demais, soa como algo falso e verniz da verdade

  9. Se a população tivesse interessada em conhecer a verdade, buscai a verdade e ela te fará feliz; com certeza estaria apoiando o advogado Lopes, pois basta ler toda essa matéria até o final, lendo com toda atenção, e sem bajulação de quem está no poder e bem colocado na vida, financeiramente, para ver que o advogado denunciante que luta pelo bem da coletividade Itororoense, mostrou a farsa do médico cardiologista, que atua como cardio, somente com base no estágio que fez em 82 e 83, no fim da faculdade, e que ganhou só em 2010, graça a resolução nº 1.960/2010, o direito de atuar como cardiologista, sendo que entre 1984 quando o médico, chegou em Itororó e 2009, ele agiu clandestinamente, sem a Residência Médica, que nunca fez, e sem a Resolução, que só foi criada pelo CFM em 2010.
    Talvez seja por isso que já escutei, várias pessoas aqui no bandeira e Itororó, falando que seus parentes tiveram que ser levados para outro lugar e outro cardiologista, para não ter sua situação do coração piorada, e outras falaram que foram a óbitos.
    Agora é esperar que os óbitos apontados pelo advogado Lopes seja provado para termos o médico cardiologista sem residência médica no banco dos réus respondendo pelos óbitos que deu causa.
    Vai ser bem lamentável, para seus adoradores e todos que foram enganados por ele, ver toda farsa mostrada para todo mundo depois de 30 anos atuando como cardiologista sem ter feito residência médica, como se o coração humano fosse de um cachorro.
    Muito triste essa realidade, mas a verdade pode ser doída, mas é sempre bom se conviver com a verdade e mostrar a mentira construída por vários anos numa comunidade pobre como a nossa. Quem constrói castelo encima de areia movediça sabe que mais cedo ou mais ou mais tarde, vai se afundar.
    Além do mais, é do interesse público esses fatos tão prejudiciais a coletividade. São crimes contra a vida humana, em nossa coletividade, Itororó e Bandeira tão ligadas.
    Basta ver o que a TV e a midia em geral fazem, quando figuras de destaque no cenário nacional, como ministros do STF, Dias Tófolli e Gilmar Mendes, tão na midia, sendo bombardiados de acusações, politicos do congresso nacional e até empresários, gente graúda na cadeia, vejam a Lava jato.
    Até ex-presidente Lula e ex-governador Sergio Cabral, na cadeia. A midia não poupa ninguém, é a liberdade de expressão, garantida pela CF. Desde que tenha provas tem que levar ao conhecimento do Brasil e do mundo, sim. A lei está acima de qualquer cidadão.

  10. Rodrigo Hage,Dr. Adauto, Fernando Gomes, entre outros, foram eleitos pela farsa-jato, agora que o povão estao despertando do pesadelo,LETARGIA, o fumo sera de Arapiraca no rabo deles(INDIGITADOSlogo acima) Pt vencera facil em todas as Cidades, a começar por Itororo, Galo ganhara por WxO

  11. ESSE PETISTA TEM OQ NA CABEÇA, DIZER Q PT GANHARÁ FÁCIL, SERA Q ESTÁ MORANDO EM QAL CIDADE, PQ PT DE ITORORÓ ESTÁ ACABADO, QEM PODE TER CHANCES PEQUENAS É JONATAS SE FAZER UMA BOA ARTICULAÇÃO POLITICA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar