WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Cultura

O OUTRO LADO: CAUSO DE ALMIR PORTELA

ALMIR PORTELA

O Outro lado

Numa cidade do interior de Minas Gerais, precisamente em Espera Feliz, vivia Agenor, solteiro por opção, pequeno cafeicultor, distribuindo felicidade por onde passava, nunca desistiu de um desafio, sempre com bons resultados, pois enfrentava com muita fé e determinação. Sabendo disso, na cidade vizinha Carangola morava Agripino, aquele cara que é considerado “Marido de Aluguel”, fazia de tudo para sobreviver, por outro lado era provocador e fazia apostas em seus embates, sempre vencendo.

Num belo domingo o Agripino achou de provocar Agenor, pegou seu carro e subiu a serra, ficava perto Espera Feliz, ia sem pressa matutando qual seria o desafio do grande encontro.

Enfim, chegou o momento do encontro, como nenhum deles bebia nenhuma bebida alcoólica, aparece o famoso CAFEZIN, papo vem, papo vai, Agripino vira-se para Agenor e vai direto ao desafio. Agenor sempre preparado, fala para seu oponente deixa de rodeio e desembucha logo. Agripino respira fundo e diz, eu pensei muito e quero ganhar a posta, pois não jogo para perder, pois bem, vamos lá. Desde criança eu ouvia meus pais comentar que as pessoas quando morrem vão pra outra dimensão, eu pensava que era outra cidade, e sem respostas que me convencesse, te proponho, topa enfrentar este desafio, desvendando esse mistério? Aposto meu carro, casa, sitio e uma soma em dinheiro, surpreso com este desafio inusitado, parou, pensou e refletiu em tudo o que ouviu, os presentes ficaram todos paralisados, aguardando a resposta de Agenor, silencio geral, que dava para ouvir o som de um mosquito voando. Agenor levantou-se, deu um delicioso gole no seu cafezin, e disse Agripino você extrapolou desta vez, como eu nunca desistir de nenhum desafio, vou aceitar com uma condição, sem aposta, vou te fazer um favor, pois eu também tinha a mesma dúvida, então vou ter esta resposta. Os moradores de Espera Feliz comemoraram como se fosse uma final de copa do mundo.

Agenor partiu para sua missão, chegando ao destino, percebeu que estava no Paraíso, que lugar maravilhoso, as pessoas todas alegres, prestando atentamente atenção e observador, percebeu que eles tinham pequenas asas, falando pra ele mesmo, ou pensando alto, era possível ouví-lo, “É       POR ISSO QUE NINGÚEM VOLTA PARA CONTAR COMO É O PARAÍSO”. Vou anotar tudo para não esquecer, quando ele ouve alguém gritando, Agenor, acorda homem, você dormiu demais, estamos te esperando para a apanha do café. Com os gritos ele deu um salto da cama, e zangado exclamou, para de gritar, justamente na hora do melhor, vocês me acorda, por outro lado foi bom, era um sonho e o mistério continua, POIS COM DEUS NÃO SE BRINCA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar