WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Itororó

Sessão da Câmara de Vereadores apresenta as Primeiras Indicações de 2019

Alisson Aguiar/ Ascom Câmara

A Segunda Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores ocorreu nesta terça-feira, dia 19, no Plenário João Pereira de Andrade. Neste segundo encontro os vereadores usaram o Grande Expediente para elogiar as Ações do Governo Municipal e também cobrar melhorias em diversos setores do munícipio.

O primeiro secretário, João Dawison, fez a leitura das indicações 001 e 002/2019, ambas de autoria do vereador Clecione Gonçalves que solicitam: “a instalação de Câmeras de monitoramento nas vias de acesso à cidade e a implantação de postos da polícia militar e da guarda municipal no Grande Loteamento”, respectivamente.

O presidente da Câmara de Vereadores, Valfrido Miranda, disse que o pedido de Clecione “é pertinente”. “A preocupação com Segurança deve ser constante e todas as ações que visam melhorar este setor de nossa cidade são sempre bem vindas. Hoje em dia, as câmeras de segurança tem sido fundamentais na solução de crimes, sendo uma aliada importante para a força policial”, disse Valfrido.

Grande Expediente

A Vereadora Renilda Santos abriu os discursos da noite lembrando que está começando seu terceiro ano de mandato e que  neste período “só tem a agradecer a compreensão de seus eleitores da sua família”. Revelou que este ano completará 60 anos de vida e que continuará com suas ações sociais em prol da comunidade. Falou  de seu passado difícil, de trabalhos pesados na roça e que essa experiência a deixou forte o suficiente para enfrentar todos os desafios que ainda tem pela frente.

A Líder do governo na Câmara, Andrea Figueiredo, abriu sua fala pedindo que a Mesa Diretora da Câmara analise a possibilidade de abrir a CPI (Comissão Parlamentar de Investigação) do FGTS. A edil diz possuir “provas colhidas juntas ao SINSERVITO (Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais de Itororó) de que sumiram R$ 2,5 milhões de uma das contas da Prefeitura de Itororó na Caixa Econômica Federal”.  Andrea ainda usou seu tempo para elencar as ações desenvolvidas pela Secretaria de Assistência Social do Governo da Cidadania, revelando que essa pasta possui projetos que atendem mais de 300 jovens, oferecendo oficinas de artesanato, aulas de Capoeira, Jiu-Jitsu e violão. A vereadora revelou que no ano de 2018, a Assistência Social “gerou impacto financeiro de mais R$ 5,8 milhões na cidade”.

Em seguida, quem usou a palavra foi Liana da Urbis, que cobrou providencias para Rua José Mendonça Luna, onde existe uma cratera e tem um trecho que precisa ser pavimentado. Segundo Liana, o recurso para realizar obras naquela Rua já vieram para Itororó em gestões passadas, mas o dinheiro sumiu e a obra não foi realizada. Em tempo parabenizou o prefeito e sua equipe por terem calçado a Rua do Caps, mas pediu que os moradores da Rua R não sejam esquecidos, pois os mesmo sofrem com um esgoto que está à céu aberto, dificultando a vida dos moradores. Outro pedido feito foi direcionado a equipe de Limpeza Pública: Liana recomendou que o entulho espalhado pela cidade seja recolhido antes do período chuvoso, evitando assim, possíveis transtornos causados pelas águas de março. Por Fim, disse confiar no trabalho do governo municipal e que o prefeito vai atender as reivindicações dos vereadores.

Parabenizando a presidência da Câmara pela condução democrática dos trabalhos na Casa de Leis de Itororó, o vereador Edilson Carvalho (Dilson Bracin) iniciou sua fala. Dilson disse que está muito feliz em ver, visitando os bairros da cidade, “que onde antes era Lama, hoje está calçado e o povo contente”. Revelou que assumiu compromisso de ajudar o governo a administrar a cidade, mas que não vai abrir mão de sua independência politica e que espera do prefeito “lealdade e seriedade com o dinheiro público que nunca vai pedir suborno e migalhas em troca de seu apoio politico”. Se dirigindo a Líder do Prefeito, solicitou uma reunião com Adauto Almeida para que todos os vereadores possam levar suas reivindicações de melhorias para o município diretamente ao chefe do poder executivo.

Clecione Gonçalves voltou a pedir que a Mesa Diretora da Câmara reveja a questão do recesso dos Vereadores, alterando o Regimento Interno para diminuir os quase 90 dias de recesso a que os vereadores têm direito.  Cobrou o encaminhamento das Contas dos ex-gestores municipais, para que o plenário possa analisar e votar. O vereador disse ainda que notou que o número de alunos nas escolas tem aumentado devido ao fato de hoje, os bairros da cidade estarem sendo pavimentados, melhorando o acesso do transporte escolar. Em tempo, Clecione pediu que o setor de obras fechasse os buracos no entorno da Praça Henrique Brito.

O vereador Cosme Santos, Có de Rio do Meio, agradeceu ao diretor do SAAE, Virginio Figueiredo, que atendeu suas reivindicações sobre o Poço de Rio do Meio e pelo plano de emergência para atender os moradores do Bairro Fogoso, que estão com o abastecimento de água reduzido. Porém,  Có disse que se a barragem tivesse sido feita no local em que ele indicou em dezembro de 2017, hoje o distrito estaria abastecido e não estaria sofrendo com falta d’água. O edil ainda chamou a atenção para o descaso com a quadra de esporte de Rio do Meio, onde essa semana a população filmou um cavalo pastando onde os jovens deveriam está praticando esportes e pediu que o governo faça a limpeza do Rio do Meio, recolhendo entulho e desentupindo as bocas de lobo.

Fechando o Grande Expediente, João Dawison (Sergipe) continuou demonstrando preocupação com o abastecimento de água de Itororó, pedindo que poder executivo municipal analise a possibilidade de buscar água em outras fontes. Sergipe ainda alertou para falta de médicos no Hospital de Itororó e solicitou que a prefeitura contrate uma pessoa para recolher os animais soltos nas rodovias, evitando acidentes de carros. E por fim, pediu que Adauto Almeida não espere pelo Governo Federal para realizar melhorias nas quadras de esportivas e que seja feita uma reforma urgente na Casa das Fateiras, próximo ao antigo matadouro.

Nas considerações finais, Valfrido Miranda, presidente da Câmara disse que essa é “a melhor Câmara de todos os tempos de Itororó”, pois mesmo com um longo recesso, os vereadores têm trabalhado bastante. Ao todo, nestes dois anos de legislatura, foram analisados e aprovados 48 Projetos e mais de 70 indicações e Resoluções feitas pelos edis. “A Câmara de Vereadores é a Mola Mestra deste município. Se a gente não vota o orçamento todos os anos, a cidade para e o governo não trabalha. Fazemos aqui, um trabalho positivo, com o intuito de adequar os projetos a realidade de nossa cidade, sem fazer oposição, apontando soluções e caminhos melhores”, disse Valfrido.  Por fim, o vereador revelou que os alunos da escola Edson Oliveira, em Rio do Meio, estão bebendo água sem filtrar, pois o filtro do tanque (que está sem lavar desde 2016) foi retirado. O presidente ainda alertou para o descaso com os moradores da Rua Rui Barbosa (Rio Do Meio), que estão sofrendo com o esgoto que passa no fundo das casas. “Estes esgotos estão retornando e causando transtornos aos moradores, é necessário que se resolva isso e a questão do Edson Oliveira com urgência”, pontuou Valfrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar