WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Cultura

LIVRO DE ADROALDO É LANÇADO COM SUCESSO.

Por Sidiney Sat

Cerca de 200 pessoas compareceram à Fundação Cultural Cabana da Ponte para o lançamento do romance “O Labirinto dos Bárbaros – sobre o ciúme e outros bastardos triunfantes” de Adroaldo Almeida, publicado pela Editora Trevo de São Paulo.

Amigos, políticos, jornalistas, educadores e artistas como a cineasta Betse di Paula (irmã do ator Marcos Palmeira), o escritor Adylson Machado, o escultor Gleisson Rocha, o pintor Vade Amaral entre outros, prestigiaram o evento.

Uma apresentação musical de Magilson Alencar, Juacy Gusmão, Amauri Amorim e Eduardo Duarte completou a sessão cultural da noite.

4 Comentários

  1. Itororo teve o privilegio de ter sido administrada pelo Adroaldo. Como todo mortal, tem seus defeitos e virtudes sendo que a segunda sobrepõe a primeira. Sucesso!! Tenho saudades da pujança de nosso Municipio quando ele de forma competente governou. Cidade era um canteiro de obras e todos orgulhava de nosso Município. Quiça que este tempo possa retornar.

  2. Verdade Pedro H, que bons tempos, tenho uma loja na Cidade e foi o tempo mais feliz de minha vida. O comercio dava gosto, minha loja sempre cheia, porque Adroaldo fomentava, hj, um marasmo, penso em fechar e demitir funcionarios, lamentavel, Prefeito Adauto decepçao total

  3. Quando eu era mais novo, alguns anos atrás, achava Adroaldo um “cara metido, arrogante, orgulhoso, vaidoso”, essas bobagens todas. Mas depois, com o tempo, é que vim abrir meus olhos e discernimento, de que EU que estava me deixando levar por uma cultura que infelizmente ainda existe no nordeste: a cultura de tentar fazer as pessoas terem aquela famosa síndrome, chamada “síndrome de vira lata”. Que é resultado daquela cultura dos tempos dos coronéis que massacravam o povo, que este povo, por ter a mente fechada, na ignorância, se deixava levar por esse complexo. Enfim, sempre quando aparece algum político que nos traz esse choque de realidade, a gente acha que é de outro mundo e tal. Meu desejo é que mais jovens como eu possa “sair da caixa”, se libertar dessa cultura de se achar um Zé ninguém. Ninguém vive em um curral não. Coronelismo morreu. Tempo das cavernas ficou para trás.

  4. Quando eu era mais novo, alguns anos atrás, achava Adroaldo um “cara metido, arrogante, orgulhoso, vaidoso”, essas bobagens todas. Mas depois, com o tempo, é que vim abrir meus olhos e discernimento, de que EU que estava me deixando levar por uma cultura que infelizmente ainda existe no nordeste: a cultura de tentar fazer as pessoas terem aquela famosa síndrome, chamada “síndrome de vira lata”. Que é resultado daquela cultura dos tempos dos coronéis que massacravam o povo, que este povo, por ter a mente fechada, na ignorância, se deixava levar por esse complexo. Enfim, sempre quando aparece algum político que nos traz esse choque de realidade, a gente acha que é de outro mundo e tal. Meu desejo é que mais jovens como eu possa “sair da caixa”, se libertar dessa cultura de se achar um Zé ninguém. Ninguém vive em um curral não. Coronelismo morreu. Tempo das cavernas ficou para trás. Eu prefiro sempre votar em candidatos atualizados, que visa olhar pra frente. Quanto ao nosso prefeito atual, ele apenas é realista do jeito que é. Eu só criticaria ele, se ele fosse de ficar abraçando, beijando, andando nas casas do povo, só na lambança, sendo bom só de boca. Odeio pessoas que agem assim. De boca, todo mundo se passa por bom, mas eu gosto é das que são boas em ATOS, em fazer. Carinho e abraço não enche barriga não. Não quero um prefeito que me dê carinho, porque fui com a cara dele, com um discurso de sentimentalismo, pois de engano, eu já vivo cheio. Uma cultura atrasada, dos tempos antigos só de engano. A gente não vota em pessoas, e sim em projetos. Sem esse sentimentalismo, porque os que podem até ser de temperamento forte, mas que são de ação, são verdadeiros, e sem ilusão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar