WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Itororó

NÃO CUMPRIR A LEI DA TRANSPARÊNCIA Nº 12.527/2011 É AGREDIR O ARTIGO 37 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AO CIDADÃO.

Por Dr. Lopes

O prefeito eleito pelo povo tem o dever de prestar contas a esse mesmo povo e a todos os municípes, não como ele deseja, enganosa, meia boca, como tem sido sua vida profissional, como “cardiologista”, mas como manda a lei, em seus detalhes, pois nos detalhes é onde moram os desvios.

A população tem o direito e quer saber, em seus detalhes, como está sendo administrado seu municipio, como tem sido gasto os recursos oriundos do Governo Federal e/ou doutras fontes, para beneficiá-la, mesmo porque a lei da Transparência nº 12.527/2011, determina que o gestor tem o dever de prestar contas a população, (não só aos vereadores), expondo tudo que entra e tudo que sai, mensalmente em um SITE e num MURAL de fácil acesso para que toda população, (composta sua maioria de gente simples, iletrada), possa fiscalizar e acompanhar como seu dinheiro está sendo aplicado, precisamos saber se sobram recursos mensalmente e quanto está sobrando, ou se está deficitário os cofres da prefeituta, cada mês.

Temos assistido exposição nas redes sociais, de casas construidas com recursos do Governo Federal e o Loteamento Gameleira sendo calçado, também com recursos Federal. Vemos desfiles de carros pela cidade sendo mostrado como se tivessem sido adquiridos com recursos dos cofres da prefeitura, verbas próprias, com nosso dinheiro, e sabemos não ser verdade, pois parte, a maioria desses carros foi adquirida por vereadores, por meio de verba parlamentar dálgum deputado, e outra parte doação do Governo Estadual, constatamos assim, que esse é um governo afeito a mentiras, a falácias.

Não vimos desde o inicio da gestão desse prefeiteco, obra alguma de vulto, que demandasse aplicação de recursos próprios, daquele dinheiro que entra todo mês nos cofres da prefeitura; são 24 meses, entrando recursos, mas nem uma só obra relevante, onde tenha sido aplicado alto recurso, próprio, não temos noticia, até que gostariamos que tivesse ocorrido, mas não sabemos.
Entretanto a lei acima citada fala que nós, eleitores e contribuintes temos o direito de saber como está sendo aplicado nosso dinheiro, que passa pelas mãos do gestor, que nada mais é que nosso empregado, embora ele se porte como um ditador, (acima da lei e da justiça) de fancaria.

Falar a verdade que é um dever elementar de todo ser humano ético, de moral ilibada, de escrúpulos, deveria ser uma obrigação também desse gestor, engana trouxa, não é o que vemos, o que se vê são exposições superficiais, propagandas enganosas, bem próprias dele, nas redes sociais, postadas por seus correligionários e beneficiários, aqueles mesmos enteados, que mamam nas tetas da mama vaca profana, prefeitura.

Dai, esse prefeiteco de fancaria, ter perdido a credibilidade perante a maioria da população, a quase totalidade daqueles que viam nele valores que agora sabemos não existirem. Eram valores superficiais e próprios dos falsos profetas, dos lobos enganadores na pele de cordeiro.
Sendo assim, estamos pleiteando, mais uma vez, publicamente por meio desse blogue, a exposição de toda despesa, mês a mês, realizada pelo mentiroso gestor do Municipio de Itororó, bem como toda receita mensal desde a data da tomada de posse, em 01- 01-2017.

IV – PRINCÍPIO DA PUBLICIDADE
O poder Público, por ser público, deve agir com a maior transparência possível, a fim de que os administrados tenham, a qualquer hora, conhecimento do que os administradores estão fazendo. É, portanto, a proibição do segredo.

III – PRINCÍPIO DA MORALIDADE
O princípio da moralidade significa que, o administrador tem que ter um comportamento ético, jurídico adequado. Este princípio está associado a honestidade. Veda condutas eticamente inaceitáveis e transgressoras do senso moral da sociedade, a ponto de não comportarem condescendência.

I – PRINCÍPIO DA LEGALIDADE
A lei, para a Administração Pública, significa “dever fazer assim”. As leis, em sua maioria, são de ordem pública, não podendo ser descumpridas.

4 Comentários

  1. É perceptível a luz do dia que em nossa Cidade e Distritos, hoje, temos poucas vozes ativas em face dos desmandos do Prefeito, Causa sem duvida, uma desolação, Adauto navega em céu de brigadeiro, sem oposição, com raríssimas exceções.

  2. Cristiano M, pode escrever, pelo que se houve, de zum, zum zum, em alguns contatos e pequenas rodas de conversas particulares, sigilosas, o prefeito Adauto, antes do ano em curso, será esfarelado, e como 2 e 2 são 4, não terá recurso, benzeção, nem apelação, dure lex, sed lex, que o impedirá de seguir o mesmo rumo de João de Abadiânia. Pelo que se escuta de fonte fidedigna, não sobrará pedra sobre pedra. para muitos não será surpresa, para os inocentes, interesseiros e acomodados, verão a verdade nua e crua exposta como uma ferida incurável, reclamando grandes doses de remédios deverasmente doído, muito doído…

  3. Todos esses desmandos dessa gestão, a responsabilidade é do povo de Itororo que quis tanto a mudança é ela veio com um relevante fracasso.Agora cabe essa mesma população mudar isso nas próximas eleições….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar