WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Cultura

ADRIANO CÉSAR PESSOA DE ALCÂNTARA

DIFERENTE DO QUE SE FALA, FILHO DE PEIXE PODERÁ SER UM PEIXE GRANDE! POR MIRO MARQUES

MIRO MARQUES –

Diz o adágio popular que o bom filho a sua casa retorna, fato verdadeiramente comprovado com o personagem protagonista central desta carta biográfica que aqui se inicia, o jovem advogado e empresário rural Adriano César Pessoa de Alcântara que nasceu em Itapetinga – Bahia, a 16 de janeiro de 1968, mas foi levado pelos seus pais Naomar Soares de Alcântara e Ieda Pessoa de Alcântara, ainda nas fraldas, para morar na cidade de Itororó onde eles residiam, ali cresceu e brincou.
Desde pequenino que Adriana demonstrava reflexos de alta inteligência. Tudo ele queria saber e esmiuçar nos mínimos detalhes. Fazia perguntas que deixava os adultos boquiabertos.

Em Itororó ele iniciou seu rutilante currículo escolar, começando pela Escolinha Sossego da Mamãe e ali concluiu o Maternal nos anos 1972/1973;
De 1974 a 1977, cursou do Primeiro ao Quarto Ano na Escola Lauro de Oliveira Lima, dirigida pela professora Darcy de Oliveira Lima;
Em 1978, estudou o Quinto Ano do Primeiro Grau no Centro Educacional de Itororó;
Em 1979, juntamente com sua família, pois seu genitor foi eleito deputado estadual, e de oficio teria que se mudar para Capital do Estado, foi morar em Salvador, e lá deu continuidade os estudos do 6º Ano do 1º Grau até a conclusão do 2º Grau no Instituto Social da Bahia, (ISBA);

Na juventude, o intrépido estudante, participou, ativamente, de um movimento jovem católico chamado “Escalada”, vindo a ser um de seus principais dirigentes; mas, enquanto se preparava para os exames do vestibular foi orientado pela prima professora, agora promotora de justiça, Virgínia Alcântara Alves Silva;
No ano de 1986, iniciou seus estudos para Bacharel em Direito na Faculdade de Direto da Universidade Federal da Bahia (UFBA), concluindo o curso em 13/04/1991. Em junho desse mesmo ano, volta para Itororó, para exercer sua profissão e gerenciar os bens deixados por seu pai, falecido em 01/10/1982 em acidente aéreo, deputado Naomar Soares de Alcântara.

Em 2008 conclui o curso de pós-graduação em Direito do Estado na JusPODIVM (Instituto de Ensino Jurídico), em Salvador/Bahia;
Em 1994, casa-se com Andréa Nunes Sampaio, com a qual tem dois filhos: Júlia Sampaio de Alcântara e Felipe Sampaio de Alcântara.

Em 2002, muda sua residência para Itapetinga, sua cidade natal e passa dedicar-se exclusivamente às atividades agropecuárias, o que faz com imensa dedicação, garra e força, modernizando a paisagem das terras que administra e aprimorando as técnicas genéticas do seu rebanho;

Em 2008, por não antever sucesso de continuidade no casamento, divorcia-se, mas continua morando em Itapetinga;
Em 2009, entra para a diretoria do Sindicato Rural de Itapetinga, sendo eleito e reeleito presidente, cargo que ocupou prazerosamente;
Em 2014, o eloquente advogado e pecuarista Adriano César Pessoa de Alcântara, foi convidado a ocupar a cadeira que pertenceu a outro pecuarista, Marcos Wanderley, na Academia Itapetinguense de Letras (AIL);
Sentindo o pulsar nas veias de sangue político, o jovem empresário, incentivado por amigos, alimentou esperanças de um dia poder mostrar suas habilidades, também, no campo dessa ciência. Então, amadureceu a ideia e concorreu ao cargo de prefeito de Itapetinga, nas eleições de 2016, mas não logrou o êxito desejado, porém, continua no firme propósito e espera conseguir no momento certo…

Um Comentário

  1. Miro tem sempre nossa veneração e respeito. Agora, se é tao bom, por que teve um desempenho tao pífio na eleições passadas, perdendo de forma acachapante???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar