WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Política

GOVERNO DE ADAUTO QUER FIDÉLIS CONCORRENDO PARA PRESIDÊNCIA DA LADI

 

Adauto pegou tanto gosto pela política que até em jogo de palitinhos ele agora quer disputar.

O que está por vir, além da disputa da presidência da Câmara, é novamente, a emblemática presidência da LADI, (Liga Amadorística Desportiva de Itororó).

Sim, é a mesma dita cuja que ficou por um bom tempo na ilegalidade, ao ponto de, para que os campeonatos acontecessem no ano de 2017, necessitou que o prefeito e o vice emprestassem dinheiro para realizá-los, no que constituiu a mais aviltante manobra delituosa dos decentes senhores que chefiam o município, que até o momento ninguém do governo ou fora dele deseja falar. Melhor seria botar uma pedra em cima, abafar o caso.

Depois de ter ajudado Adauto a ser prefeito com promessa de que estaria no governo após a vitória fantástica de Adauto em 2016; depois de passar quase dois anos amargando os dissabores de uma promessa que nunca veio, o mestre de obras Fidélis, que não teve papa na língua, nesse período, soltou cobras e lagartos pra cima de Adauto e seu Governo da Cidadania.

Porém, já de olho pleito de 2020, e de olho na reeleição para manter os famigerados novos/velhos “Defensores da cidade”, não é que Adauto lembrou de Fidélis para encabeçar a chapa que vai disputar a presidência da liga. Pois é, amigos, pois é.

Primeiro, Adauto está fazendo com Fidélis Aquilo que todo político da vala comum faz com alguém que de alguma forma lhe ameaça: silenciar seu pseudo oponente trazendo o para si.

Segundo, se eu fosse Fidélis, excelente profissional do ramo da construção civil, não me sujeitaria ao jogo perverso de Adauto que, com esse ato de ditador covarde, vai lhe impor uma humilhação sem precedentes perante os seus pares botando em jogo a honra de cidadão que sempre lhe acompanhou.

Se Fidélis aceitar por qualquer motivo, então vai Fidélis vai purgar por um bom tempo o interrogatório dos amigos mais próximos e os comentários dos inimigos de Adauto que não vão lhe dar sossego. Fidélis vai parar na boca do povo, e não tem para onde correr.

Como Fidélis é um homem sério, se aceitar operar nessa direção para se sentir compensado por Adauto, fica a dica para que ele faça uma auditoria na liga e enfie sua colher de pedreiro no coração do escândalo que era pra ter acontecido, mas não aconteceu. Estou falando do nebuloso empréstimo de 18 mil reais que os governantes concederam para a Liga fantasma (à época), que ele, Fidélis, com certeza, poderá presidir.

Milton Marinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Fechar