Janot parte para o “barraco institucional” com diretor da PF.

janotmorcego

 

Já houve mais respeito nos estatutos da nossa gafieira judicial.

Agora, vale “umbigada”.

Rodrigo Janot, recém-apeado do cargo de Procurador Geral da República, partiu para a agressão debochada contra o recém-implantado chefe da Polícia Federal.

“Esse moço [Fernando Segóvia]  se acha acima de todas as instituições, e ele é só diretor da Polícia Federal, uma instituição respeitadíssima, mas vinculada hierarquicamente ao ministro da Justiça e ao presidente da República, que, aliás, estava na posse dele. Nunca vi um presidente da República ir à posse de um diretor-geral”.

Não satisfeito, manda que o diretor da PF vá tomar aulas de direito penal: “”O doutor Segóvia precisa estudar um pouquinho direito processual penal. Nós tínhamos réus presos. Em havendo réu preso –se ele não sabe disso é preciso dar uma estudadinha–, o inquérito tem que ser encerrado num prazo curto, e a denúncia, oferecida, senão o réu será solto”.

E  fala o que é inaceitável que se diga do chefe da Polícia Federal: “”A pergunta que não quer calar é: ele se inteirou disso ou ele está falando por ordem de alguém?”

Há, porém, outra pergunta que não quer calar. Por que Rodrigo Janot colaborou, por ação e omissão, com a derrubada de um governo que deu a mais ampla liberdade de atuação que a Polícia Federal já teve em sua história? Por que Rodrigo Janot não deteve Eduardo Cunha, por que não deteve o golpismo de Temer? Porque não deteve a farsa das “pedaladas fiscais”? Porque só deteve, de forma abjeta, a nomeação de Lula para Casa Civil, última esperança para contra o golpe de estado que levaria “esse moço” ao comando da PF?

Recomenda-se ao Dr. Janot que se cuide. Age sobre ele a máquina que ele mandou agir contra outros, e que vai arrancar, para usar o bordão de um personagem do Chico Anysio, os segredos até de tudo que ele fazia “quando era menino lá em Barbacena”.

Vai virar picadinho do Estado Policial que ajudou a criar.

 


| Deixe seu Comentário


Estudantes, sejam, antes de mais nada, gente…

 

Resultado de imagem para educação revolucionária

II CAPÍTULO: Marônio Cedro Mira

 

A real efetivação da práxis no sistema educacional brasileiro continua no futurismo.  Percebemos, mesmo sem um olhar apurado, as lacunas entre os entes, sendo eles: a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios. O processo de municipalização da educação, que ocorre em diversos espaços político-sociais, segue, na maioria das vezes, a marca de uma nação “acéfala” no que tange a um planejamento holístico a curto e a longo prazo.  Frente a isso, merece levantar um questionamento: Vivemos de fato um pacto federativo ou é mais uma retórica contida na Constituição Federal que não tem a real efetividade na vivência dos brasileiros?

No campo da docência, nosso universo histórico é vasto, saímos, se é que saímos, de uma perspectiva, até certo ponto, dogmática do estímulo-resposta e adentramos, em diversas situações, numa “anomalia” travestida de construtivismo(s), a qual vai do “otimismo ufanista” inatista até uma roupagem neopositivista… A partir disso, resta uma indagação: As políticas públicas brasileiras possibilitaram e possibilitam uma formação sistêmica para os estudantes, educadores e gestores?

Alguns “responsáveis” dos estudantes vivem uma “adolescência” social alienada, haja vista que buscam preencher seus vazios existencialistas e dos seus “tutelados” com a marca do consumismo e, por meio disso, tornam-se fantoches de um sistema em que a necessidade não nasce de uma causa real, mas sim de uma estrutura que molda, de maneira rotativa, novos desejos, criando assim “ilusões concretas” de “necessidades fictícias”. Por isso, cabe também outro questionamento: Até quando grande parte de jovens e adultos continuarão a viver uma “adolescência” social alienada?

É nesse emaranhado de “erros e acertos” que se encontram os estudantes, os quais, pelo que ora fora abordado, não podem receber, na sua totalidade, o rótulo que não aprendem porque não querem, porque não têm interesse. Lembremos que há exceções. Por outro lado, deve-se evitar a “vitimização”. Isso ocorre quando são vistos como coitadinhos, sujeitos que, no âmbito global, passam a ser percebidos como ingênuos, desprovidos de qualquer racionalidade para discernir o “certo e/ou errado”.

Perante o exposto, urge a necessidade de frisar que os estudantes, de modo macro ou micro, fazem parte dessa nação ainda fragmentada, a qual gerou e gera espaços educacionais “anômalos”. Acrescido a isso, presenciam, em inúmeros momentos, exemplos pragmáticos de certos “familiares” que vivenciam “adolescências” sociais tardias.

Dito isso, caros estudantes, que vocês procurem rechaçar essas estagnações. Para tanto, internalizem e recriem os exemplos de dignos representantes dessa nação. Busquem também reconstruir conhecimentos de educadores que potencializam mecanismos em prol de uma educação que vincule ensino-aprendizagem, teoria-prática, emoção-cognição, técnico-científico e político-social. Correlacionado a isso, tenham como suporte pessoas que amadureceram ou caminham para isso no âmbito social, deixando de lado as ditas necessidades imediatistas.

Para que essa vivência proativa aconteça, necessita, antes de qualquer coisa, que vocês não sejam teleguiados pelos mares dos encantamentos tecnológicos que levam ao narcisismo e/ou a sensações “duradoras instantâneas”. Assim sendo, a ética “universal” clama que vocês sejam, antes de mais nada, gente.

 

 


| Deixe seu Comentário


GIL: “ESTAMOS EM PROCESSO DE RECONHECIMENTO DA IMPORTÂNCIA DO NEGRO NA VIDA BRASILEIRA”


| Deixe seu Comentário


‘Quem tentar impedir vai se dar mal’, diz Rui, sobre entregas de obras na capital e interior

'Quem tentar impedir vai se dar mal', diz Rui, sobre entregas na capital e interior

Foto: Manu Dias/ GOVBA

O governador Rui Costa vem negando que esteja em campanha, mas acelerou o ritmo no interior e na capital. Na última quinta-feira (20), ele foi ao extremo sul do estado, inaugurou a primeira policlínica regional em Teixeira de Freitas e entregou estradas. “Gosto de trabalhar e entregar obras que melhorem a vida das pessoas que mais precisam”, declarou, desconversando ao ser questionado sobre campanha: “Vou pensar nisso no próximo ano. Até lá tem muita coisa boa que o governo vai entregar na capital e interior. Quem tentar impedir vai se dar mal porque nada resiste ao trabalho”, declarou. Rui retornou no sábado (18) e já inaugurou uma encosta em Paripe e uma pista de borda em São João do Cabrito no domingo (19). “Hoje, concluímos esta etapa da pista de borda, com ciclovia, tudo pavimentado, e ainda vamos complementar com equipamentos de esporte, ligar essa região a Itapagipe, com uma pequena ponte, garantindo acessibilidade, melhor infraestrutura e mais dignidade ao povo”, afirmou, na Enseada do Cabrito.

 


| Deixe seu Comentário


 

 


| Deixe seu Comentário


ETELVINO PRATES CRUZ : PRIMEIRO VICE – PREFEITO DE ITORORÓ, DE 1977 A 1982  

             

 Por Miro Marques

            

Nascido em Barro Preto quando ainda era distrito de Itabuna, a 15 de novembro de 1933, Etelvino Prates Cruz é filho de Sebastião Cruz e Celina P4rates Cruz.

Quando garoto cursou o Primeiro Grau nas escolas municipais de sua cidade. Serviu o Exército na cidade de Vitória da Conquista e ainda jovem transferiu residência para a região conhecida como “Os Cardoso”, no município de Itororó, onde seu pai comprou uma propriedade rural.

Ali ele conheceu a jovem Julia Maria da Silva por quem se apaixonou e se casou em 17 de julho de 1957. Desta união nasceram duas filhas: Jussileide e Jussilene.

Jovem, feliz com a vida, o empresário rural, Etelvino Prates Cruz, participou de várias campanhas políticas de amigos e correligionários que insistiam para que ele concorresse a uma vaga no Legislativo Municipal. E como diz a máxima “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura“, o jovem fazendeiro acabou se convencendo e concorreu a uma cadeira da Câmara de Vereadores e se elegeu fácil na chapa do candidato José Menezes Lima que também foi aprovado pelo crivo popular nas eleições de 1972.

A sua atuação como vereador foi tão surpreendente que lhe valeu o convite do grupo adversário para compor a chapa majoritária como vice-prefeito, ao lado de José Ferreira Pinto.

Em 15 de novembro de 1976, heroicamente, Etelvino Prates Cruz escrevia seu nome nos anais da história do município de Itororó como o seu primeiro vice-prefeito. Mas o destino lhe atraiçoou. E quando Etelvino concluía seu histórico mandato, desfrutando o máximo prestígio junto à comunidade itororoense, foi barbaramente assassinado pelas costas a golpe de peixeira por um indivíduo de prenome Joilson que se evadiu, estando até hoje impune. Mas, notícias extras oficiais dão conta de que a morte também já arrebatou o seu assassino.Este fato que chocou Itororó e região aconteceu no dia 13 de novembro de 1982, quando o ilustre vice-prefeito se preparava para comemorar o seu 49 º aniversário, junto aos seus familiares, amigos e a sociedade itororoense da qual ele desfrutava as mais sólidas amizades.

Seu corpo foi sepultado, diante de uma multidão nunca vista, no cemitério local de Itororó.

A Câmara dos Vereadores do governo Ivaldo de Souza Bonfim lhe prestou justa homenagem dando o nome do ex-vereador e ex-vice prefeito, para o Bairro da Úrbis que passou a se chamar Conjunto Habitacional Etelvino Prates Cruz. Todavia, como esta nomenclatura até hoje não conseguiu apagar o nome de bairro da Urbis, a Câmara Municipal outra vez se reuniu, já no governo José Adroaldo Silva Almeida, para homenagear pela 2º vez o primeiro vice prefeito de Itororó com seu nome em outro logradouro público do Bairro Loteamento Parque Rio Colônia, agora Bairro Nossa Senhora de Fátima, numa bela placa estampado Rua Etelvino Prates Cruz, a fim de que seja mais destacada e merecida a homenagem a este grande homem público.A viúva Julia e suas duas filhas permanecem fazendo parte da sociedade itororoense…

 

 


| Deixe seu Comentário


BRASIL ESTÁ EM 68º LUGAR NO MUNDO EM MÉDICOS PER CAPITA


| Deixe seu Comentário


BARBOSA QUER GARANTIAS DO PSB PARA SER CANDIDATO


| Deixe seu Comentário


INAUGURAÇÃO DO TÉRREO DO HOSPITAL ACONTECEU NESTE SÁBADO

Milton Marinho

 

A Associação dos Funcionários e Amigos do Hospital inaugurou na manhã deste sábado, 18, o pavilhão térreo do prédio, onde vai funcionar o Pronto Socorro, Raio X, Enfermaria e Pediatria.

O evento contou com a presença do prefeito Adauto, da primeira dama, do vice Paulo Rios, da secretária de saúde Marcília e de doutor Jaime, que falaram e traçaram um perfil histórico do Hospital e da situação atual, com expectativas não muito animadoras para o futuro, apesar da permanente luta de todos.

Adauto fez alusão á iniciativa do deputado Sérgio em ter trazido os recursos para a saúde, apesar do pouco que sobrou da administração passada para que a reforma saísse dentro dos conformes, mas que a administração atual está fazendo o que pode para ajudar o hospital.

Jaime e Glevisson, dirigentes da associação, salientaram a luta de todos os funcionários, que, mesmo a reboque de toda crise enfrentada, os abnegados funcionários não arredaram pé dos seus postos.

Glevisson, agradeceu ao ex-prefeito e ao ex-secretário de saúde Marcelo Andrade, pelo empenho junto ao deputado Sérgio Brito que possibilitou a reforma.

Por fim, descerrada a fita do portão principal, o pequeno público que compareceu presenciou o capricho dos dirigentes da reforma da ala inaugurada, aguardando agora, o segundo milagre, quem sabe, de mais recursos oriundos das emendas parlamentares dos deputados para conclusão da obra.

 

 


| 10 comentários em INAUGURAÇÃO DO TÉRREO DO HOSPITAL ACONTECEU NESTE SÁBADO


GALPÃO DA SUDIC FOI DESOCUPADO E FICA A DISPOSIÇÃO DA LIA LINE

 

Milton Marinho

 

Com a retirada dos equipamentos do galpão do Governo no distrito de Itati, o que vinha sendo um dos entraves para a instalação de mais uma unidade de fabricação de calçados no município, agora já está livre para a chegada dos equipamentos da Lia Line. Resta saber como anda as negociações com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, Prefeitura Municipal de Itororó e empresa.

Segundo notícias que circulam nas redes sociais atribuídas ao ex-prefeito Adroaldo, está marcada uma audiência com o ex-governador Wagner no dia 22.11.17 em Salvador com Rosemberg, Valfrido Miranda, Adroaldo, Dilson Bracinho e companheiros de Itati.

 

 


| 3 comentários em GALPÃO DA SUDIC FOI DESOCUPADO E FICA A DISPOSIÇÃO DA LIA LINE


Reabertura da Fábrica de calçados dá o Tom da Sessão Itinerante da Câmara em Itati

Alisson Aguiar/Câmara

 

Na última terça-feira, dia 14 de novembro, a população do distrito de Itati se reuniu no pátio da Creche Escola Antônia Pereira Alves para assistir a 27ª Sessão da Câmara de Vereadores de Itororó. O espaço ficou lotado. Mesmo com o tempo chuvoso , estima-se que cerca de 120 pessoas se fizeram presente e acompanharam de perto os trabalhos do poder legislativo. Foram apresentadas quatro novas indicações, o Projeto de Decreto Legislativo 001/2017 e o Requerimento 003/2017. Antes do grande expediente a palavra foi franqueada ao pastor João Amorim, que falou em nome dos moradores.

Em sua fala, o pastor João explanou o quão é importante a geração de empregos para os moradores de uma cidade e o quanto se faz necessário a reabertura da fábrica de calçados em Itati. Lembrou, com saudosismo, dos tempos em que a Azaleia empregava mais de cem pessoas naquele distrito e como isso possibilitou o desenvolvimento e a melhora da qualidade de vida dos moradores locais. De acordo com ele, está na hora de ações mais efetivas de todos os poderes, para resolver de fato o imbróglio que cerca a devolução deste galpão e a implantação da Lia Line.

Todos os edis que usaram a palavra no Grande Expediente fizeram coro as palavras do Pastor João Amorim. O presidente da Câmara, Jonatas Lisboa, disse que o problema deve ser resolvido pelo governador Rui Costa e cobrou agilidade do Governo do Estado. “Não consigo enxergar outro nome a não ser do nosso governador Rui Costa, o nome maior da nossa politica estadual. Sei que sou pequeno e o governador é grande, mas maior que nós dois, é sofrimento do povo de Itati que clama por emprego. Espero que Rui Costa, junto a SUDIC, resolva a situação deste galpão, pois a necessidade do povo é maior que qualquer coisa”, disse Jonatas.

Leia Mais


| 1 comentário em Reabertura da Fábrica de calçados dá o Tom da Sessão Itinerante da Câmara em Itati


NOMEAÇÃO DE ESPOSA DE PREFEITO COMO SECRETÁRIA É NEPOTISMO DIz O STF

 

Milton Marinho

 

Há poucos dias, anunciei aqui que a Procuradoria-Geral do Ministério Público da Bahia (MP-BA) enviou nota técnica aos promotores de Justiça reforçando a necessidade de ações firmes para combater a prática do nepotismo nos municípios baianos. O documento foi produzido pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Proteção à Moralidade Administrativa (Caopam).

O imoral espectro do nepotismo faz parte do modelo moralista às avessas de nosso prefeito governar desde o dia primeiro de janeiro deste ano. Adauto montou um esquema de governar que não poupa os seus parentes em diversos graus para fazer parte da máquina administrativa por ele chefiada.

A nota técnica tem como base entendimento dos ministros Celso de Mello e Marco Aurélio de Melo, do Supremo Tribunal Federal (STF). Em decisões monocráticas proferidas em 2017, os ministros foram mais taxativos ao analisar o preenchimento de cargos políticos por familiares à luz da Súmula Vinculante nº 13, na qual a Corte aponta as situações que configuram nepotismo.

O coordenador do Caopam, promotor de Justiça Luciano Taques, afirma que estas decisões partiram da compreensão de que a súmula considera como nepotismo a pura e simples nomeação de cônjuge, companheiro, parente ou afim, até terceiro grau, para cargo político.

Na nota, o promotor de Justiça explica que “a caracterização direta do nepotismo independe, nesses casos, da avaliação de qualquer outra circunstância, além da relação familiar ou afetiva. Ou seja: uma vez constatada essa relação, está caracterizado o nepotismo”.

No dia de ontem14, o ministro Marco Aurélio, do STF, deferiu liminar para suspender portarias do prefeito da cidade Touros, (RN) que nomeou sua mulher e seu filho para cargos de secretários do município.

Ao analisar a reclamação que foi ajuizada por um advogado da cidade de Touros, o ministro verificou que os atos questionados violam o preceito disposto, apesar da reclamação do advogado alegar falta de competência para os cargos dos ilustres distintos, filho e esposa.

O ministro Marco Aurélio que já vem embalado pelas convicções de que a justiça tem de acabar com a prática imoral do nepotismo, onde nomeações de esposa marido ou filho, feita pelo prefeito para os cargos de secretários viola a súmula vinculante de nº 13 do STF, a maior corte do país.

CASO DE ITORORÓ NÃO FOGE À REGRA E ADAUTO NÃO CONFIA EM MAIS NINGUÉM PARA CHEFIAR A PASTA.

O que se esperava de Adauto, logo que compôs o seu secretariado, era que ele realmente chegasse para moralizar e desinfetar a prefeitura da tal prática, ao contrário, Adauto, além de nomear a esposa como secretária de educação do município, de lambuja, colocou outros parentes para fazer parte da velha folha corrida dos protegidos pelo erário.

Portanto, do jeito que o ministro Marco Aurélio está pegando no pé dos prefeitos que nomeiam suas digníssimas esposas para cargos nas prefeituras, a qualquer momento, o prefeito Adauto será notificado para substituir a primeira dama do cargo de secretária.

Se acontecer da primeira dama perder o cargo, Adauto estará num mato sem cachorro, pois, ele só confia na sua cara metade, a professora Cláudia.

 

 


| 14 comentários em NOMEAÇÃO DE ESPOSA DE PREFEITO COMO SECRETÁRIA É NEPOTISMO DIz O STF


Página 1 de 14812345...102030...Última »

  • Últimos Comentários

    • Ivaldo Bonfim: Boa tarde senhora. Não sei de onde a senhora tirou essa conclusão, já avisei ao gestor do Blog que...
    • Anonimo: Alguém sabe dizer sobre a auditoria? O cascateiro não vai fazer mesmo? Vai passar recibo de idoneidade para...
    • Verdade: Engraçado que até hoje não se fala em prestação de contas do dinheiro aplicado na obra do Hospital, será que...
    • Julia: Ze perequete e a postagem do Ivaldo Bonfim Filho tem uma diferença de 02 minutos, não deu tempo de intervalo...
    • Zé Perequeté: Vc deve tá de dor de “cutuvelo”. Votou no Dr. não conseguiu uma boquinha e fica...
    • Ivaldo Bonfim Filho: Parabéns aos gestores da Associação do Hospital de Itororó. Me lembro como hoje esse hospital...
    • Eduardo: Perequeté fica aqui bancando de muito macho, machista, misógino, homofobico, mas no fundo no fundo ele é um...
    • Mazzaropi: Quero entender a questão dos restos a pagar… É ser muito cara de pau, além de deixar o hospital sem...
    • Valdemar: E Lucene, segundo glevisson, falou no evento somente do perfeitinho meia boca enaltecendo o zero a esquerda...
    • Meire: E, Adauto, hein? Depois de queimar todas as caravelas e pontes com o povo, tenta “pongar” na...